sexta-feira, 31 de agosto de 2007

E não é que tinha uma promoção de sapatos...

Estava eu linda e loira (ou avelã como diz na caixinha da tinta) caminhando pelo shopping para desestressar da reunião que eu teria e aí, assim do nada, surgiu uma loja de sapatos na minha frente.


Gente, uma tristeza. Tudo em promoção e tudo bonito. Fiquei com dó dos bichinhos sozinhos ali e tive que entrar para experimentar.



E não é que serviu?



E não é que era lindo?



E não é que estava em promoção?



E não é que eu trouxe o pobrezinho pra casa?

PS: sim, é meu pé...

quinta-feira, 30 de agosto de 2007

O mês tá acabando....


Nossa, esse ano para mim passou muuuuito rápido. Foi quase um espirro. Imagina, estamos entrando no mês 9. E agora é hora de lembrar daquelas promessas que fizemos em dezembro passado, na hora da champagne. O que foi mesmo que eu prometi?
Ah, eu prometi que não ia prometer nada e não fazer nenhum plano pra esse ano. Não sei. Talvez tenha pensando que seria libertador não ter planos prometidos e juras de melhoramento.
Mas mesmo que a gente não prometa, temos metas e é com orgulho que digo que cumpri algumas: escrevi meus livros infantis, tirei férias para fazer meu projetos, quase terminei a reforma da casa, fiz muito tricô (na verdade eu não tinha pensado nisso originalmente como uma meta rsrs)...
Mas ainda faltam algumas coisas que eu bem pensei que estariam resolvidas já em março e até agora NADA. Mas ainda tem 3 meses pro ano terminar, e na vida tudo muda em um segundo, não é mesmo?

Apesar do tom de fim de ano em quase setembro estou animada. Hoje tenho uma reunião sobre um projeto bacana que tenho arquivado. O que tiver que ser será.

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Confissão...


Confesso, tenho um vício.

Além do tricô, dos livros e de acordar de madrugada pra ver que horas são.

Eu tenho um vício.

Quando eu era criança meu sonho era morar sozinha só pra poder manter esse hábito e ninguém reclamar...

Confesso: gosto de tomar as coisas direto do gargalo.

Guaraná, leite, água...

Meu sonho era uma casa só pra mim. Aí eu acordava e tomava leite direto da caixinha, hum...

Mas eu casei, e hoje me contento em tomar no gargalo só quando tá no finzinho...

segunda-feira, 27 de agosto de 2007

Bom dia!!!

Mais uma semana se inicia, e aqui onde eu moro começou com frio. Bom pra acabar com o restinho da feijoada, rsrs. Regime líquido já! Calorias incontáveis nesse fim de semana, feijoada e cupcake!!! Mas queimei bastante passando roupa (aca!), a coisa mais abominável para se fazer em casa na minha opinião.
Essa semana tô de volta na minha terra, tenho algumas reuniões e compromissos. Apesar de saber que SP é uma cidade doente, caótica, cinza e poluída, não posso negar que é uma cidade viva, borbulhante, que as coisas acontecem. Tem gente de todo lugar, é uma cidade sem identidade, sem compaixão, mas que ferve.

Aqui onde moro é lindo, verde, calmo, céu azul- adoro! Mas lá no fundinho sinto falta de poder pedir comida japonesa as 2 da manhã e de almoçar as 4 da tarde. Mas não sinto falta de ter que marcar os compromissos de acordo com o horário do trânsito.

Bom, pelo menos aproveito essa visita pra roubar a máquina da minha irmã e fotografar os tricôs da vida.

E já que falamos em passar roupa termino com uma:


Dica da Dita

Querida amiga companheira dona de casa. Na hora de passar roupa acabou o seu Passe Bem? Não se desespere. Complete a embalagem com água, duas tampinhas de álcool e uma de amaciante de roupas. Misture bem e pronto! Passe bem caseiro!


Ah, a foto do trevo de 4 folhas é do meu jardim, para dar sorte pra gente essa semana!

sábado, 25 de agosto de 2007

Dona Dita e a quase tragédia do cupcake


Saca cupcake? Aquele bolinho bonitinho feito em mini forminhas com uma cobertura deliciosa? Então, ontem eu inventei de fazer. "Corre lá no blog maravilhoso da Cinara pra pegar receita, e corre até alguma loja que esteja aberta quase 5 da tarde pra comprar mini forminhas." Eu moro num bairro que é quase interior, onde tudo fecha cedo e o mercado é longinho.

Bom, fui até uma loja de embalagens e comprei aquelas forminhas descartáveis de papel. Fiz a receita que estava perfeita como sempre, coloquei nas forminhas de papel e essas dentro de uma forma de alumínio. Mas não foi nem 5 minutos para tudo quase acabar em um bolo normal. Quando olhei, as forminhas tinham entortado e estavam vertendo massa de cupcake na forma de alumínio. Mas a fome era grande, a vontade imensa e não desisti. Peguei as forminhas e coloquei dentro de mais 4 forminhas pra ficar bem firme, raspei a massa da forma para as forminhas e forno de novo. Ficaram deliciosos e totalmente tortos. Aí meu marido chega na cozinha e fala: Ué, mas não tinha que assar naquelas forminhas de papel próprias, aquelas de papel manteiga? Aha! Ele tinha virado especialista em cozinha e eu nem sabia! Mas no fim tudo deu certo e o glacê de manteiga ficou com gostinho de infância.

Hoje fiz feijuca aqui em casa! Bom, não vou dar receita porque cada um faz de um jeito, acrescenta o que mais gosta, etc. E como não podia deixar de ser fiz tb minha famosa couve mineira com muuuuuuito alho, o problema é o cheirinho que fica nas mãos, mas existe um truque pra tirar esse cheiro. E quem vai dar a dica é a nossa convidada do blog, a D. Dita, meu alter ego para assuntos culinários e domésticos, fala aí Dita:


Dica da Dita:

Olá amiga dona de casa, a partir de hoje vou estar sempre com vocês aqui nesse blog, dando dicas práticas para se usar no dia a dia. E a primeira dica é para tirar o cheiro de alho das mãos. Simplesmente lave as mãos com um pouquinho de detergente utilizando uma colher de inox como se fosse uma barra de sabão. O inox anula o cheiro do alho.


sexta-feira, 24 de agosto de 2007

Gorro amassado pelo scanner rsrs


Esse gorro estava empacado por pura falta de tempo (leia-se, preguiça), mas ontem em questão de meia hora ele foi finalizado. A receita é aquela famosa da Regina, devidamente adaptada para agulhas 7.

Ah, pessoalmente ele não é desfocado, coisas do scanner rsrs.

O próximo projeto de tricô é um colete justinho, com decote V, feito em Baby Charm azul mesclado, a foto do projeto está no post "Idéias para se fazer com pouca lã".

Beijos meninas!

quinta-feira, 23 de agosto de 2007

Arte na parede

Desde pequena eu adoro brincar com cores e mudar a tinta do quarto. Aqui na minha casa escolhi todas as cores da sala, lavabo, quarto, corredor, mas acabou faltando o quarto de hóspedes. Eu tinha um pouquinho de tinta branca, azul e amarela sobrando, comprei um tubinho de corante verde, coisa de R$ 1,50, xeretei minhas revistas de decoração e voilá!! Uma cabeceira pintada.

Bem facinho de fazer. Peguei um lápis, um objeto retangular (no meu caso uma pasta de arquivo), um nível (aquele que tem a bolinha mostrando o meio) e fiz as marcações. Agora pra ficar bem perfeito e a tinta não escorrer procure utilizar aquela fita crepe azul, que é própria para pintura, vc acha nas grandes redes de material de contrução. Para os diferentes tons de verde misturei algumas gotinhas de corante com a tinta amarela, depois com a azul e com a branca.

E o melhor, se vc não gostar é só pintar por cima e começar tudo outra vez!


Beijos


quarta-feira, 22 de agosto de 2007

1000 visitas!



meu amigos
quando me dão a mão
sempre deixam
outra coisa
presença
olhar
lembrança calor
meus amigos
quando me dão
deixam na minha
a sua mão
P. Leminski


terça-feira, 21 de agosto de 2007

Carinho e pãozinho!

Olhem que carinho gostoso que recebi da amiga Maria Salomé! Obrigada querida, adoro flores, é uma outra paixão que tenho, além de livros, tricô, minha profissão, artesanato, escrever... Ok, ok, sou uma pessoa apaixonada, rsrs

Agora mudando de assunto, ontem eu fiz o Cinnamon Rolls do site da Cinara e ficou MA-RA-VI-LHO-SO!!!! Receita perfeita, sem tirar nem pôr, muito bem explicada, pode seguir a risca! Eu sempre visitei o blog da Cinara mas nunca tinha colocado a mão na massa com as receitas que ela mostra, eu recomendo! Ah, só que eu fiz com a cobertura de cream cheese que também está no site, incrível! Ficou melhor do que eu comia no restaurante. Matei meu desejo, e olha que eu não tô grávida nem nada, rsrs. E o melhor de tudo é que a casa -devido a canela- ficou com um cheirinho de casa de vó boazinha! Delícia!
Beijos

segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Na agulha



Gorro em Paratapet cinza chumbo, agulha 7, para o cunhadinho. Estou usando a receita da Regina com algumas adaptações, porque com essa lã e esse número de agulha se eu colocasse 74 pontos ia virar gorro de gigante rsrs.


E para o forno daqui a pouco vai uma assadeira de Cinnamon Rolls, ou pãezinhos de canela especiais, peguei a receita no site da Cinara. Estou aguada pra comer isso já faz tempo. Tinha um quiosque em São Paulo que vendia, mas fechou, espero que fique parecido.

Beijos e uma ótima semana para todos!

sábado, 18 de agosto de 2007

Frango com molho de mel, gengibre e laranja

Essa receita é incrivelmente simples e de grande efeito. A primeira vez que comi esse prato foi em um restaurante na cidade de Penedo, foi uma explosão de sabores na boca. Prestei bastante atenção e consegui reproduzir em casa. É ideal para um jantar chique, para impressionar os amigos sem ter que passar horas na cozinha.


Ingredientes (2 pessoas)


2 filés altos de peito de frango

1/2 gengibre ralado

4 laranjas

2 colheres de sopa de mel

sal

pimenta do reino

canela em pau

cravo

manteiga



Modo de fazer

Tempere os filés com sal e pimenta do reino. Grelhe. Se não tiver grelha pode fazer na frigideira mesmo, com um fiozinho de óleo, reserve.

Numa panela coloque o suco das laranjas coado, o suco do meio gengibre ralado (rale e esprema com a mão), o mel, meia colher de chá de manteiga (apenas para um toque de sabor e brilho), um pedacinho minúsculo de canela em pau e 1 cravo. Esses dois últimos ingredientes não devem se sobressair, eles estão aí apenas para dar profundidade ao molho.

Deixe ferver em fogo baixo e mexa de vez em quando. Quando começar a engrossar está pronto. Prove e se necessário acrescente mais mel e suco de gengibre se você gostar bem picante.

Coloque o frango no prato e o molho em cima. Sirva com arroz branco e batata assada ou rösti.

Bom apetite.


sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Em andamento



Pelerine em lã marrakesh, com o ponto renda turca, agulha 7. Só falta um pouquinho pra terminar...

quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Gorrinho pra mamys

Gorrinho pra mamys ficar em casa quentinha.

Receita da Regina, feita com lã Tarantella da Línea Itália. Lã bem macia, mas não recomendo para gorros. Não liguem para o desfoque pq está escaneado, rsrs.


Agora em andamento estou fazendo um pelerine para a sogra com a lã Marrakesh que postei uns dias atrás.

Beijos

terça-feira, 14 de agosto de 2007

Run Forrest Run



Você já leu livro de auto ajuda? Livro espírita? Livro com mensagens que tocam o coração? Livros de incentivo? Bom, eu já li de tudo um pouco na minha vida. E esses dias eu estava relendo um livro de Terapia de Vidas Passadas de um médico americano. O livro não é dos piores (aqui deveria entrar o nome do livro mas a relapsa não faz a menor idéia de onde colocou!!), mas ele incorre em um problema que encontro em muitos livros desse tipo: conselhos opostos.
Explico. Em uma parte do livro o autor que não sei o nome conta a história de alguém meio pessimista que dizia que nada dava certo na vida, que não arranjava trabalho, não conseguia namorar ninguém por mais de 1 mês e etc. O conselho que o autor que eu não sei o nome deu (ou recebeu dos guias espirituais) foi: Você tem que correr atrás, não pode ficar parado esperando que a oportunidade bata a sua porta, blá blá blá. Enfim, a pessoa "correu atrás" e tudo melhorou na vida dela.
Numa outra parte do livro uma outra pessoa disse que passava por problemas bem semelhantes aos descritos acima, procurava emprego que nem uma louca e nada acontecia, era obesa, não tinha namorado. O conselho dessa vez foi o mesmo querido leitor?
NÃO!!!!!!!!!!!! Dessa vez a mensagem foi: relaxa minha filha, dá um tempo, vai viajar, ficar fora. E a mulher passou uma temporada no interior, na casa de uma irmã. Lá ela arranjou emprego, emagreceu, começou a namorar... A história acabou bem para os dois, masssssssssssssssss.....
Alguém por favor me diga: qdo é para eu correr atrás e qdo é para eu relaxar!?!?!?!?!?!?!?!?!??!?!?!

Postado originalmente no dia 14/04/2007

segunda-feira, 13 de agosto de 2007

Carinho e idéias para tricotar com pouca lã


Olhem que simpático o que ganhei da Roseli. Vou me inspirar para acabar meus projetos essa semana. Eu tô com aquela mania de começar tudo ao mesmo tempo e não terminar nada, rsrs Reconhecem esses sintomas?



Bom, vamos ao assunto do post. Sabe quando você vai no armarinho e se apaixona por aquele novelo e leva o bichinho pra casa e depois não sabe o que fazer com ele? O que a gente pode tricotar com pouca lã? Apenas um ou dois novelos, mas sem ser cachecol? Foi sobre isso que eu e a Cris estávamos conversando, e aqui vão algumas sugestões. (aliás, Cris, não consigo deixar comentários no seu blog, diz que não faço parte do grupo!!!)

- micro bolero, ou mangas, basta fazer um cachecol e costurar as partes para as mangas.
-pelerines

-bolsa do tipo carteira, com uma trança bem chique na frente

-faixa para a cintura

-faixa para o cabelo

-flores

-gorros

- colete ajustado no corpo

-cacharrel sem manga

-gola...








Alguém tem mais idéias? As fotos são das revistas Crochê e tricô da editora Minuano e Figurino Tricô e crochê da editora Online.




sábado, 11 de agosto de 2007

Bolo de maçã com canela


Hoje amanheceu um friozinho por aqui... E nada melhor do que um bolinho a tarde pra alegrar esse dia cinzento. Tenho essa receita já faz uns anos, ela originalmente é da D. Nice, mãe do meu amigo Rodrigo, que me ensinou a fazer. Na receita dela também vai uva passa que é colocada na manteiga derretida para hidratar. Essa é a minha versão. Infalível, fácil e garantida!!!


3 maçãs médias com casca cortada em cubos
3 ovos
4 colheres de sopa de manteiga
2 xícaras de açúcar
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher de chá bem cheia de fermento
1 colher sopa de canela em pó


Modo de preparo
Numa tigela grande bata os ovos com a manteiga e o açúcar, apenas o suficiente para dissolver o açúcar. Acrescente a canela e a farinha ate dar o ponto. Fica bem mais firme que um bolo normal. Se necessário acrescente mais farinha. Adicione as maçãs picadas em cubos médios com a casca e o fermento, misture. Asse em forno médio 180 graus por uns 25 minutos.
Delícia!!!!!!!!!!

sexta-feira, 10 de agosto de 2007

Sexta-feira!!!


E mais uma semana chega ao fim, mas não sem antes uma passadinha rápida num armarinho, rsrs. E não é que coincidentemente estava uma promoção? E não é que todas as lãs em promoção não eram bonitas? rsrs

Mas no meio do balaio resgatei a Marrakesh pra fazer um cachecol pra sogra, só R$ 4,90!

A cinza chumbo é pro cunhadinho, ele que escolheu a lã e cor.

E não resisti comprei uns botõezinhos simpáticos de madeira, que eu acho que combina com tudo. E já que estava lá aproveitei e comprei uns alfinetes de segurança pra prender os tricôs na hora da costura...

No momento estou fazendo um gorrinho pra mamys, depois coloco a foto aqui.

Um lindo fim de semana pra vocês.

Beijos

quinta-feira, 9 de agosto de 2007

Ai que sono...


Ai gente, essa noite não dormi nada.

Um cachorrinho de rua ficou latindo a noite inteirinha.

Até que as 3 da manhã meu marido revoltado saiu de casa e expulsou o bichinho, que voltou a latir meia hora depois, só que no fim da rua!!!

E o pior é que a gente tinha que acordar cedo para uma reunião, então estamos quebrados.

Bom, terminei meu projeto secreto que não é mais secreto porque deu certo : um micro bolerinho, ou uma manga se você preferir, ou como diria meu marido: ué, cadê o resto do casaco?!! Ficou muito simpático, com a modelagem bem bacana. Assim que fotografar coloco a foto e a receita.

Estou cheia de encomendas: 1 gorrinho pra minha prima de 4 anos, outro pro meu primo de 8, outro pra minha mãe, outro pro meu cunhado, um cachecol pro aniversário da sogra.... E nem comprei as lãs ainda.

Ah, que chato, amanhã vou ter que ir no armarinho, rsrs

quarta-feira, 8 de agosto de 2007

Diferenças

Às vezes fico chateada com nosso país. Não vou nem entrar no mérito de desemprego, fome, pobreza, não é nesse sentido que quero falar. Em algumas situações penso que falta profissionalismo.

Para exemplificar vamos falar de duas coisas que amo: TV e tricô.

Trabalho em TV faz mais de 20 anos, e saindo de SP e RJ as coisas não andam. As gravações só acontecem lá, todas as emissoras são de lá. Já nos EUA por exemplo em qualquer cidadezinha que você vá tem a emissora local, grupos de teatro, as escolas incentivam os alunos que tenham dom artístico. Procure na Amazon.com livros sobre iluminação, direção, atuação, cinema, e você encontrará milhares de exemplares. Claro que como eles produzem muita coisa com certeza vai ter LIXO no meio de tudo isso, mas também vai material bom. Lá tem emissoras só de culinária, de animais, de cuidados com a casa...

Agora o tricô. Procure aqui no Brasil um livro que fale sobre feltragem, cachecol, artes manuais, lãs, crochê. Hahaha. Você não vai encontrar nada, ou quase nada. Lembro que quando era pequena minha mãe tinha um livro dos anos 70 que eu era fascinada. Tinha artes manuais de todos os tipos, macramê, pintura, argila, etc. Hoje a gente não acha nada disso para comprar.
Tente achar um fio 100% lã além da Paratapet. Tente achar uma agulha circular com mais de 60 cm. Tente achar uma agulha de duas pontas maior que n. 4.

Fico chateada com tudo isso. Como nós, que somos um povo tão criativo temos que nos render e comprar material vindo de fora porque aqui no nosso próprio país a gente não encontra?

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Experiências com feltragem


Sempre quando eu olho aqueles sites americanos sobre feltragem eu fico coçando de vontade de fazer. Eles fazem bichinhos, bolinhas, cordas, bolsas, bijouterias. Mas como eu não acho lã cardada por essas bandas fiquei matutando e tive uma idéia: e se eu usar a velha e boa Paratapet mesmo?

Então eu fiz uma experiência.

A primeira da esquerda eu desfiei a lã utilizando um método no mínimo original, eu prendi num velcro e passei uma escova de dentes velha até ficar bem desfiado. Deu um certo trabalho. O resultado pelo trabalho não foi lá aquelas coisas, não ficou perfeitamente redondo e algumas partes não se grudaram às outras.
A segunda bolinha, a menorzinha fiz desfiando o centrinho um pouco só(cor vinho) e a parte externa (lilás) só desfiz e separei os 4 fios que compõe o novelo. Essa fica muito boa, bem firme, bem redondinha.
A última da direita fiz apenas pegando o fio direto do novelo. Até que por não ter tido trabalho não ficou tão ruim. Mas também não se moldou direito.
As três eu feltrei usando água quente da torneira do banheiro e uma gotinha de sabonete líquido. Fiquei enrolando na mão até ela começar a feltrar, então para ficar mais firme amassei como se estivesse fazendo um rolinho e voltava a modelar em forma de bola.
Agora não sei o que fazer com elas... rsrsrs

domingo, 5 de agosto de 2007

Mais uma semana pela frente....


Ontem fez um dia lindo aqui em Curitiba, 19 graus, céu azul e vento morno. Quase um comercial de margarina, rsrs

Mas hoje o dia amanheceu cinzento e marcando 10 graus!

Pelo menos dá vontade de ler, ficar debaixo do edredon e fazer tricô!

Deixo com vocês uma fotinho de algumas coisinhas que fiz.

Em marrom o gorrinho que já mostrei aqui, embaixo dele outro gorro estilo Bridget Jones, com o topo quadrado, um cachecol muito quente feito no direito com 2 meia 2 tricô e avesso todo em tricô, e a minha primeira bolsa feltrada, meio torta e com alça colocada no lugar errado (só notei depois) feita em I-cord. Tudo feito com Paratapet.

Beijos

sexta-feira, 3 de agosto de 2007

Dia perfeito


Sabe quando você acorda e seus cachos estão todos no lugar, seu rosto não está marcado com as dobras do travesseiro e seu hálito é de menta fresca colhida pelas virgens do Himalaia?

Sabe quando você entra no chuveiro e a temperatura da água está perfeita, o sabonete hidrata a sua pele, e você cheira a jasmin?

Sabe quando você veste sem esforço a calça jeans que acabou de sair da máquina de lavar, as flores do seu jardim estão todas abertas exalando perfume e a temperatura lá fora são perfeitos 22 graus?

Sabe quando o telefone toca e você ouve exatamente aquilo que queria ouvir, você recebe um aumento, e quando vai se pesar emagreceu 2 quilos sem dieta?

Sabe quando o céu está azul, não tem fila no banco e a caixa do mercado é gentil?

Então, você não acordou querida, você está num comercial de margarina.

quinta-feira, 2 de agosto de 2007

A saga por trás das compras e a lógica por trás da arrumação do carrinho de mercado



Hoje tive que ir ao mercado, fazer a compra do mês. Confesso que não é meu programa favorito, mas se eu não for não tem comida em casa, então... Tem uma coisa que me irrita muito em supermercado, a lógica na hora de arrumar o carrinho e suas consequências.
Você chega no mercado e se deu sorte não esqueceu a lista (como eu fiz mês passado), começa a percorrer os corredores, fugir das tentações, reclama do preço, do produto que está sem preço, elogia o preço bom, checa a validade, droga, sua bolacha favorita não está lá, e lá pela metade da sua lista ou pela metade do mercado você tem a revelação:- que meleca, preciso comprar as coisas pesadas primeiro, água, leite, suco, refrigerante. E lá vai você correndo até o setor dos "pesados" e que logicamente devem ser colocados no carrinho primeiro para não amassar a alface, papel higiênico, guardanapo, a uva, que na verdade já estavam no seu carrinho.
Aperta daqui, ajeita de lá, coloca o leite embaixo de tudo e aí você percebe que tinha se distraído, passado pelo setor de congelados antes de tudo e que a essa hora a carne está vazando em cima da sua pasta de dente, você xinga de novo. E mal humorado você prossegue na maratona, termina as compras e chega ao caixa.
E na sua frente com certeza vai estar a caixa mais lenta de todos os mercados do universo e o cliente com mais itens que a caixa não consegue passar pelo código de barras e fica chamando o coitado do rapaz que tem que ficar correndo do caixa para as gôndolas para descobrir o preço. Quando chega a sua vez, a carne já descongelou, a alface está toda amassada, o pacote de bolachas esfarelou e sua caprichada arrumação no carrinho já está meio torta.
Você respira fundo e prossegue. Primeiro tira o que está em cima, que nessa hora são as coisas mais leves, como as verduras, papel toalha, e depois de registrado começa a embalar, mas nesse momento você nota que se colocar essas coisas no carrinho primeiro vai ter o mesmo problema que percebeu no início, que as coisas mais leves vão ficar embaixo. Então você aguarda todos os itens passarem e ficarem socados naquele espacinho que ficam as sacolinhas até o carrinho ficar liberado e recomeça a saga, colocar as coisas mais pesadas embaixo.
Foi difícil, mas vc conseguiu. Caminha triunfante até chegar ao carro. E de novo vc percebe que as coisas leves estão em cima e se vc começar a descarregar por essas coisas elas vão novamente ficar embaixo. Aí vc remexe tudo para começar a pegar os pacotes que estão no fundo do carrinho, e nessa hora os saquinhos já estão rasgados, a lata de molho de tomate rola pelo estacionamento, o pacote de salgadinho abre, mas novamente você consegue. Com tudo arrumado vc chega a sorrir e pensa, que bobagem, me estressando por tão pouco. Mas aí vc chega em casa e abre o porta malas....


(Publicado originalmente no dia 14/05/07)

quarta-feira, 1 de agosto de 2007

Original de Fábrica


Homens

-Oh, o que vai ter de almoço?

-Benhê, traz uma cerveja gelada!

-Você sair com essa roupa?

-Mas porque comprar outro sapato, você tem 3 iguais a esse...


Crianças

-Mas não fui eu!

-Eu quero!

-Compra pra mim?

-Foi ela que começou...


Mulheres

-Só comprei porque o preço estava ótimo.

-Mas estava em promoção...

-Eu fico gorda com essa roupa?

-Mas você nunca me escuta!!!
Blog Widget by LinkWithin