sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Descabelada (update foto)

Aposto que as donas de cabelos cacheados, ondulados, enrolados, crespos, pixa, black, poddle, já ouviram na infância: não corta esse cabelo menina, tem que deixar crescer, não mexe nele, cuidado que vai estragar esse cabelo... Comigo também foi assim, e era horrível, porque minha vontade era de mudar, eu via as minhas amiguinhas de cabelo loiro com mechas azuis de papel crepom e eu queria fazer igual, eu queria cortar o cabelo como a branca de neve (verdade seja dita que um dia minha mãe cortou eu eu AMEI, achei o máximo aquele cabelo quase channel black power).
Gente, a Madonna era minha "ídala mor", cada semana a mulher aparecia com o cabelo de um jeito diferente, uma hora era preto na outra loiro, e longo, e curto, e chanel, e joãozinho. O cabelo sempre estava lindo, brilhante, não estragava como as tias falavam pra gente que ia ficar o nosso se a gente mexesse, mas ninguém me deixava cortar, eu ficava tão triste.
Mas aí eu cresci e me divirto com meu cachos, adoroooooo, acho que nunca na vida eu tingi o cabelo duas vezes seguidas com o mesmo tom. Luzes, loiro, chocolate, castanho, bem comprido, channel, médio, repicado, fio reto, tudo o que eu podia fazer eu já fiz, e num mesmo ano eu vario pelo menos umas 4, 5 vezes.
Tudo isso pra dizer que acabei de chegar do salão onde me despedi de um longo palmo de cabelo para a descrença (e alegria) da cabelereira. Sei que muitas meninas se encolheram na cadeira agora, afinal brasileira tem pânico de cortar o cabelo, mas tem uma coisa ótima a respeito dos fios: eles crescem!

Blog Widget by LinkWithin