sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Testando

Eu falo pouco do meu trabalho aqui, pq pra mim esse blog é só diversão e as bobagens insanas que saem da minha cabecinha. Mas quero falar de algo que é comum a todos os atores (adendo, hoje dá até vergonha falar que é ator, né? pq todo mundo é ator, apresentador, modelo, manequim e rainha de bateria. rainha de bateria eu não sou pq infelizmente não possua aquela bunda escultural, droga!)- o teste.
Gente, fazer teste é a pior coisa que há na vida de um ator. Imagina ser julgado, olhado, gravado, analisado, observado por várias pessoas e não importa o quão bem você se saia, se um zé mané que não sabe nem ler chegar lá e tiver a cara do personagem, é ele que vai ser escolhido, e ponto.
Tem vários tipos de teste. Podem pedir para vc decorar um texto, por exemplo, aí você chega lá (nervosona) e nunca sabe o que o cara vai pedir. Ele pode querer que vc fale o texto exatamente como está no papel e se voce errar uma palavra o diretor vai ficar pedindo para repetir até o texto sair fiel. Ou então ele fala pra vc desencanar e fazer do seu jeito, legal, mas e se o seu jeito não for o jeito dele? Hum...
Mas o mais divertido (not) é quando ele fala: Ah, sei lá, vamos improvisar em cima do personagem. Em cima do personagem que você não conhece, não tem a menor idéia de como ele age e o cara fala gravando e aí te vira minha filha.
Também é comum ouvir: vc tem carinha de menina, vc tem cara de mulher, vc é muito magra, acima do peso para o papel, queria alguém menor, vc é muito baixinha, ou seja, é uma incógnita.
Ontem eu fiz um teste bem legal, mas no fim ouvi a frase fatídica, "pode improvisar um pouquinho agora, dentro do personagem". Sim amiga, você conversa com você mesma, improvisando frases que o personagem (que vc ainda não conhece bem) diria, na frente de 10 pessoas, duas câmeras e luz na cara.
É quase uma coisa Tarso Cadore, afinal pra ser ator tem que ser um pouquinho louco.
Blog Widget by LinkWithin