sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Tensão

Eu durmo de boca aberta -calma, essa informação é necessária para o post, continue lendo- mas nem sempre eu dormi tão lindamente assim. Eu tive a sorte de ter os 4 dentes do siso, que beleza, e a minha dentista agourenta mandou eu tirar antes que desse algum problema. Como boa brasileira adiei o quanto pude (adiei tanto que quando liguei pra marcar, o dentista tinha partido dessa pra melhor, mas isso é história pra outro post), até que deu algum problema e fui de emergência na fofa da dentista.
Delícia, tive que tirar um pouquinho da gengiva com aquele bisturi elétrico, fica um cheirinho de churrasco incrível no ar. Enquanto a anestesia habitava meu corpo, permaneci feliz, muito feliz. Mas ela passou, e posso dizer q a recuperação foi pior que tirar os 4 dentes do siso de uma vez. A noite eu acordava com dor e percebi que doía pq eu fechava a boca com força e acordava com aquela pontada. Fui obrigada a aprender a dormir de boca aberta. Que cena linda.
E hoje muitas vezes na hora que eu vou dormir percebo que troquei a tensão na boca por outras coisas. Noto que minha mão está apertando o edredon, que meu pé está forçando o colchão, que meu pescoço não está relaxado no travesseiro. Se eu fico assim numa situação que deveria ser tranquila, a hora da naninha, imagina como eu não devo me tensionar o dia inteiro.
Cinthya, teu sobrenome é tensão (e ansiedade, e preguiça, e impaciência...)!
Blog Widget by LinkWithin