sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Aos leitores

Sempre achei que todo mundo tem um motivo de estar aqui. Aqui nesse planeta. E que muitas vezes por meio das nossas profissões podemos fazer algo em relação à vida do outro. Uma professora tem grande importância na formação do ser humano, um psicólogo ajuda você a se entender melhor, etc.

Quando eu tinha uns 14 anos, dei uma surtada: pra que servia a minha profissão afinal? Não via sentido prático pra coisa. Mas aos pouco fui entendendo que muita gente chega em casa, liga a TV e se diverte, se emociona, passa seu tempo. Muitas vezes é a única diversão daquela pessoa. Ou então a pessoa é sozinha, está no hospital, e a TV é a sua companhia. O que a gente faz influencia a vida de alguém.

Aí eu comecei a escrever esse blog. No começo você acha que está escrevendo para você mesmo, que ninguém lê. Aí começam a chegar pessoas, elas deixam comentários, conversam, fazem sugestões, viram amigas. Qual a importância de escrever? Sei pelos comentários que vocês deixam que muitas vezes faço vocês rirem, e isso me deixa tão feliz, mas tão feliz que não dá pra calcular. Mais inchada que um balão (um balão bonito, por favor!). Minha mãe sempre me dizia que eu deveria ser comediante pq faço as pessoas rirem, mas poucos conheciam esse lado, aqui no blog esse lado às vezes aparece, e me sinto muito bem de compartilhar com vocês.

Mas nem todos os dias são felizes, e amigos também compartilham os dias mais cinzentos, não é? E sinto que todos vocês são meus amigos. E quando tem um post meio desanimado as pessoas dão força, dão palpite e nos dão a mão, mas muitas vezes nem sabemos o alcance que aquele post teve. Pq posso escrever alguma situação aqui e alguém pode se identificar e ver que não é a única no mundo que passa por aquilo. Mas muitas dessas pessoas não deixam comentário e eu nunca vou saber se minhas palavras fizeram o bem para alguém.

Mas fiquei sabendo de uma pessoa que está passando por um momento delicado na vida, que vem aqui no blog, dá risada, e muitas vezes se vê refletida naquilo que está escrito. Ela deixa alguns comentários às vezes, mas só fiquei sabendo que ela gosta tanto assim porque é amiga da minha irmã, a Célia. E ela até briga com a minha irmã pq esta não tem costume de ler as minhas bobagens, rs. Isso aí Célia, briga mesmo!

Então através da história da Célia quero agradecer a todos os leitores e leitoras que sempre passam aqui pra espiar, comentando ou não comentando, é ótimo poder fazer parte do seu dia.

Blog Widget by LinkWithin