terça-feira, 7 de abril de 2009

Espelho

Quando a gente é adolescente faz sentido ser igual. Ter o mesmo corte de cabelo. Vestir a mesma calça jeans. Ouvir a mesma música. Tudo para se sentir dentro do grupo. É válido, compreensível e apenas uma fase.
Fase? Tem certeza?
Esses dias fui almoçar fora e no meio do papo surgiu o assunto "cabelo", a moda de querer alisar. Olhei ao meu redor e constatei que não tinha NINGUÉM no restaurante com o cabelo ondulado, crespo, cacheado ou natural. Todos lisos, alisados, pranchados, esticados.
É isso mesmo que a gente queria? Ficar igual a todo mundo?
Blog Widget by LinkWithin