terça-feira, 28 de abril de 2009

O que é pior?

Um tempo atrás fiz uma "pesquisa científica" aqui no blog querendo saber o que era pior: chulé, bafão ou cecê? Já nem lembro o que ganhou, sou uma relapsa, eu sei, mas digo que o pior pra mim é cecê, e explico.
Gente, bafão é terrível, desagradável e o pior é que quem foi abençoado com o hálito venenoso tem o maravilhoso costume de falar perto, bem perto de você. Mas você só vai sentir se o fulano abrir a boca.
Chulé. Aca, aca. Se você não estiver usando keds (sim, fui adolescente nos anos 90), nada justifica. Poxa, o talco granado está aí para essas coisas. Assim como o famoso tênis pé baruel, que eu achava o máximo e usava mesmo sem ter chulé, rs. Mas mais uma vez você só vai sentir se o chulezento em questão tirar o sapato perto de você. Se ele fizer isso é pq é íntimo e se é íntimo vc pode xingar e jogar o calçado maldito pela janela. Seguido do pé, em caso de força maior.
Agora cecê é punk. Pq ele está ali, exposto, aberto, flutuando no ar pronto pro seu narizinho delicado absorver. A pessoa não precisa abrir a boca ou despir o pé. O cecê É e pronto. Poxa vida, entendo quem trabalha o dia inteiro debaixo do sol, quem já não teve o desodorante vencido um dia? Mas minha nossa senhora do aerosol! Uma coisa é um suvaquinho fedidinho e discreto, outra é aquela neblina que polui o ambiente, que faz suas entranhas se revoltarem, a boca começar a salivar, o enjoo se formar, sua vista turvar.
Mas agora a pesquisa ibope vai mais fundo:
O que é pior: cecê ou perfume ruim?
Hoje meu nariz foi atingido por algo pior que o azedo xexelento do suor feliz. Passei por um ser que exalava uma mistura de cheiro daquela tia avó que baba quando te beija enquanto aperta sua bochecha, com talco vencido, e perfume antigo da Avon, saca?
Porque uma coisa é o deso não dar conta do fudum, outra é você querer cheirar mal por opção.
Blog Widget by LinkWithin