quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Acordei magra

É sério gente. Acho que num nível sub intra über mega plus interior de meu cérebro, de algum modo ele associou aquela caminhada meia boca com meu desejo de deixar as celulites morrendo de fome e acordei assim: magra.
Mas para garantir vou dar outra caminhada agora para o cérebro reter a informação.
Blog Widget by LinkWithin